Projeto para casa com hangar em condomínio aeronáutico em Salto de Pirapora, SP.

Implantada em terreno com considerável declividade, o presente trabalho faz uso das mais variadas técnicas construtivas para conseguir, de maneira harmônica, integrar e unificar um diverso quadro programático bem diferente do usual: uma residência com três dormitórios, um mirante semi-panorâmico e um hangar para abrigar aeronaves. A estrutura metálica, dominante em todo o projeto, permitirá vencermos grandes vãos com a mínima quantidade de apoios, condição esta necessária devido ao hangar, mirante e declividade natural. Como solução de cobertura adotamos a telha forro termo-acústica devido ao baixo custo e sua inclinação também contribuirá para a melhoria na captação de energia solar. Para a estrutura do telhado utilizamos uma série de vigamentos expostos em madeira laminada colada (MLC) com o objetivo de obtermos grandes balanços laterais e também propiciar um maior aconchego no pavimento superior da residência.

Toda esta estrutura muito leve composta basicamente por aço e madeira encontra-se devidamente ancorada em núcleo central executado em alvenaria de blocos de aparentes. Este núcleo, além de sua função estrutural, tem por objetivo abrigar a circulação vertical, bloco de serviços e também os diversos equipamentos prediais (reservatórios, aquecedores, condensadoras, etc) servindo, desta maneira, como veículo para distribuição dos sistemas prediais pela casa. A verticalidade deste bloco, somada ao vazio do jardim externo e pergolado contíguos, trabalham como elementos organizadores das fachadas principais, valorizando os volumes do hangar de aviões e da residência.

Com o objetivo de minimizarmos a movimentação de terra por meio de grandes cortes ou aterros, todo o programa da porção residencial encontra-se suspenso sobre uma laje tipo steel deck e o acesso se dá por meio de uma passarela suspensa metálica com piso em chapa expandida. Abaixo desta laje encontra-se o vão livre cuja função será de abrigar automóveis.