cornetta arquitetura, arquitetura, casas modernas, casas minimalistas, pré-moldados, concreto aparente, fachadas, casas ecologicas, bosque, curitiba

Casa do Bosque

Projeto para residência industrializada de aproximadamente 400 m² utilizando pré-moldados de concreto a ser executada na cidade de Curitiba, Paraná.

O terreno para o qual foi elaborado o presente trabalho caracteriza-se principalmente por fazer parte de um belíssimo bosque com árvores da região e demandar uma série de medidas cautelares no tocante a construção para que a mesma acabe por não prejudicar a flora existente. Tendo em vista a vontade e a necessidade de se preservar todas as árvores do lote adotou-se a implantação da casa na porção frontal do terreno, uma vez que o bosque encontra-se na porção posterior do mesmo. A delicadeza necessária para a correta intervenção neste tipo de terreno encontra-se alinhada com o conceito da construção industrializada devido ao seu maior grau de precisão, agilidade de execução e minimização de infra-estrutura in loco.

Devido a manutenção de toda a vegetação de grande porte surgiu a necessidade de se manter os níveis naturais do terreno em toda a extensão da área de preservação, logo optamos por um tipologia semi-assobradada cuja fachada posterior é térrea e se integra totalmente ao espaço natural e a fachada frontal é assobrada e conecta o nível da rua ao nível do pavilhão principal onde se encontram a maioria dos ambientes. O piso do acesso é composto pela garagem para quatro automóveis, academia e serviços. O piso principal, acima deste, abriga os ambientes privativos (compostos de quatro suítes completas) e os ambientes de convívio: salas de estar com lareira, jantar e cozinha integrada, todos plenamente integrado entre si e conectados ao bosque por meio dos grandes planos envidraçados.

O clima e as condições de insolação e sombreamento do terreno ditam o layout interno do pavilhão e os tipos de vedações. Os grandes planos envidraçados captam a insolação no sentido noroeste e contribuem para a manutenção do calor na casa no final dos dias do rigoroso inverno da região. A grande parede em alvenaria de pedra que divide as áreas de convívio da área privativa encontra-se em contato com todas as fontes de calor da casa: a lareira, forno, cooktops, churrasqueira e forno de pizza, o objetivo é trabalhar a inércia da massa termodinâmica deste elemento para retenção do calor e minimizar assim o uso do aquecimento durante os dias frios. As janelas superiores no centro do salão permitem ventilação independente e são um ótimo recurso para se evitar o super-aquecimento durante o verão mesmo com a casa fechada.

A intensa utilização de componentes pré-moldados de concreto combinados com as grandes vedações em vidro permitirá, além de um tempo de obra extremamente reduzido, uma construção caracterizada principalmente pela leveza e minimalismo, aspectos estes que, além de alinhados ao modo de vida e morar modernos, também permitirão que a casa se integre de maneira harmoniosa com o meio natural.